domingo, 22 de março de 2015

SEXO - LUBRIFICAÇÃO FEMININA


No momento em que a pegação esquenta, o corpo sabe que a melhor parte do encontro pode estar por vir. Entre um beijo e uma mão boba, o organismo dá início ao processo de lubrificação, que deixa você prontinha caso o jantar acabe em café da manhã. 

Porém, ficar lubrificada não é missão fácil para todas. Mesmo com tesão, o organismo de cada mulher age de forma diferente e pode errar para mais ou para menos. Insistir em transar com a lubrificação alterada faz com que a mulher associe o sexo a algo ruim e perca o interesse ao se traumatizar com experiências desagradáveis. Investigar e contornar o problema é essencial. Apesar das variáveis, é possível equilibrar a vida sexual e buscar o tão desejado prazer.

Secas
A secura na "zona sul" pode ser resultado de diferentes motivos, sejam eles físicos ou psicológicos. A diabetes, a hipertensão, o alto nível de colesterol e a menopausa costumam dificultar o processo, além da falta de preliminares, do estímulo inadequado, da insegurança, da insatisfação no relacionamento e até das preocupações externas. "A resposta a esse problema pode ser o uso de lubrificantes à prova d’água, que até dão um toque lúdico na relação", afirma João Borzino, sexologista e terapeuta sexual. O terapeuta alerta que a saliva, usada por alguns casais como resposta de emergência na hora H, não é ideal para lubrificar, pois é pouco viscosa, seca rápido e não evitará machucados. "Se o problema for constante, investigue o que causa a falta de secreção e não fique dependente de lubrificantes. Não tampe o sol com a peneira", completa Borzino. A resolução pode ser simples e estar a uma consulta de distância.

Molhadas
Se a falta é o problema de algumas, o excesso pode atrapalhar outras. É menos comum, mas também existem mulheres que se lubrificam demais. Muita secreção faz com que o casal não sinta nada, ambos não sentem a sensibilidade do vai e vem, o que prejudica o desempenho sexual. Uma toalhinha pode ser usada na vagina para absorver parte da lubrificação antes da penetração. Esse é o jeito mais saudável e simples de recuperar o prazer nesse caso.

Mas, fique atenta. Se você já conversou com seu médico e não possui nenhuma dificuldade biológica, porém precisa usar sempre, talvez seja a hora de discutir a relação com seu parceiro.
(Fonte: M de Mulher)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...