segunda-feira, 21 de março de 2016

DIETA - DIETA DOS PONTOS


A maioria das dietas tem como principal defeito a necessidade de manter uma restrição alimentar por um longo período de tempo – e é isso que dificulta sua prática e êxito.

No longo prazo, essa restrição alimentar pode, além de te deixar desmotivado para manter esse hábito alimentar, prejudicar a qualidade da sua saúde, influenciar a sua nutrição e, especialmente, o seu bem-estar.

Não podemos nos esquecer de que o ato de comer também está diretamente relacionado ao prazer. Comemos não somente porque precisamos, mas porque gostamos e faz muito bem para o nosso corpo e mente.

Parecer difícil encontrar uma dieta que não imponha muitas restrições, seja benéfica para a saúde e também traga resultados satisfatórios, não é mesmo?

Mas existe uma prática alimentar que pode te ajudar a resolver esse problema. Você provavelmente já ouviu falar na dieta dos pontos?

A dieta dos pontos não é mais uma das dietas milagrosas que surgem no verão prometendo maravilhas em pouco tempo. É, talvez, um dos tratamentos dietéticos de maior sucesso no mundo, que agrada inclusive profissionais da área da saúde.

O que é a dieta dos pontos?
A dieta dos pontos é um sistema alimentar criado em 1970, por um endocrinologista da Universidade de São Paulo (USP), que mudou completamente a maneira de se relacionavam com os tratamentos dietéticos.

Ela se baseia na distribuição de alimentos que podem ser consumidos por dia, de acordo com a pontuação específica de cada um.

Para distribuir os alimentos de acordo com os pontos permitidos por dia, a pessoa que opta por seguir a dieta recebe uma lista de pontuação de todos os grupos de alimentos que são tradicionalmente consumidos na nossa rotina.

A escolha do alimento ou refeição que ela vai comer é feita de acordo com a avaliação desses pontos.

Essa característica da dieta dos pontos é que permite que emagrecer ao mesmo tempo que aprende e se habitua a comer de forma equilibrada.

O uso dos pontos facilita a motivação do paciente para praticar a dieta, já que torna mais visível as alterações que ele precisa fazer na sua rotina alimentar para poder alcançar os resultados satisfatórios.

Quando sabemos exatamente o quanto podemos consumir por dia — e como controlar isso com ajuda das informações de pontos dos alimentos — nos sentimos mais confiantes e determinados para alcançar nosso objetivo final.

Apesar de, inicialmente, ter sido apontada como mais uma dieta como outra qualquer, a dieta dos pontos foi conquistando a confiança dos profissionais da área da saúde quando foi mostrando seus resultados satisfatórios — tanto para o peso, quanto para a saúde de seus praticantes.

Como saber quantos pontos ingerir por dia?
O primeiro conceito que você deve entender na dieta dos pontos é que cada ponto equivale a, aproximadamente, 3,6kcal.

Com isso em mente fica fácil compreender quantos pontos cada alimento pode ter e também quantas calorias você vai comer por dia — sempre de acordo com a pontuação estabelecida por seu médico ou nutricionista.

Quem define o total de pontos que você deve comer por dia é o médico ou o nutricionista. Ele vai se basear em cálculos da sua taxa metabólica basal (TMB) — realizados com informações como seu peso, sua altura, faixa etária, sexo e atividade física — para estabelecer um volume de calorias ideal para manter seu corpo funcionando, porém valorizando uma perda de peso saudável e constante.

Depois de conhecer esse volume de calorias, esse profissional transforma a informação em pontos, para que você possa utilizá-los no seu dia a dia, de acordo com os alimentos que deseja consumir.

Essa orientação vai te ensinar a escolher as melhores opções para cada refeição, a compreender quando você vai precisar valorizar a ingestão de algum alimento ou nutriente específico e também como você pode consumir aquele prato que tanto gosta sem colocar seu peso em risco.

Vale a pena reforçar que a dieta dos pontos nada mais é do que um processo de reeducação alimentar disfarçado de dieta, porém mais simples de entender e aplicar na sua rotina.

Por que ela não é uma dieta restritiva?
O sistema de pontos permite que você continue comendo de tudo. Assim, não é preciso deixar de comer aquelas coisas que você mais gosta, mesmo que não sejam muito boas para quem quer emagrecer.

Mas, claro, um alimento muito calórico – por exemplo, um brigadeiro – vale muito mais pontos do que uma fruta. Assim, se você optar por comer um brigadeiro ao invés de uma fruta, vai ter poucos pontos para comer no resto do dia.

Isso permite que você dê algumas “escapadas” e torna a dieta mais fácil e agradável, mas ao mesmo tempo evitar que você faça isso frequentemente e evita exageros.

Isso acontece com todos os alimentos: você pode comer o que quiser, mas sempre somando os pontos de cada alimento para não ultrapassar a meta diária.

Com isso, a dieta dos pontos não restringe nenhum tipo de alimento. É possível comer absolutamente de tudo na dieta, desde que nas quantidades adequadas para respeitar o limite de pontos diário.

Posso fazer dieta dos pontos para sempre?
Uma das maiores queixas das pessoas que praticam dietas como por exemplo a da proteína, a detox ou a Dukan é que elas não podem ser mantida por longos períodos de tempo, já que são muito restritivas.

A dieta dos pontos, por outro lado, apresenta uma característica interessante e que se sobressai quando comparada com dietas restritivas: ela pode ser praticada pelo resto da sua vida, sem prejudicar em nada a qualidade da sua alimentação ou da sua saúde.

A dieta dos pontos nada mais é do que uma reeducação alimentar disfarçada. Isso significa que, usando de artifícios simples como um escore de pontos, esse tratamento dietético ensina o seu praticante sobre os valores calóricos dos alimentos e também a como fazer as melhores escolhas alimentares para sua rotina de acordo com seus objetivos ou necessidades.

Pensando nisso, podemos afirmar que é possível fazer uma dieta dos pontos para emagrecer, para ganhar massa muscular, para poder se alimentar melhor e até mesmo para manter o seu peso corporal total.


Por que essa dieta é a queridinha dos nutricionistas?
A dieta dos pontos é uma das poucas dietas — senão a única — que é incentivada e aceita por profissionais da área da saúde.

O sucesso desse tratamento dietético é fácil de ser explicado. Em vez de valorizar práticas pouco seguras para a saúde, como a restrição da ingestão de grupos alimentares ou a manutenção de longos períodos de ingestão de baixo volume de calorias, a dieta dos pontos é baseada em um processo de reeducação alimentar.

Com a ajuda dos pontos é possível aprender a assimilar quais alimentos devem ser consumidos ao longo do dia e quanto o seu tipo físico tolera consumir diariamente.

Quando essa dieta é feita com a supervisão de um profissional da área da saúde, sua chance de sucesso é muito maior, visto que ele pode dar dicas valiosas sobre quais pontos “gastar” em momentos específicos.

Se você conversar com seu médico ou seu nutricionista sobre a dieta dos pontos, temos certeza de que você vai receber um grande incentivo para mudar completamente a sua alimentação e, especialmente, a sua vida!

O que preciso fazer para começar?
Antes de qualquer coisa, tome um cuidado que você teria em qualquer outro tratamento que fosse iniciar para melhorar sua saúde: visite um médico.

Faça um check-up, conheça seu perfil físico, tire todas as suas dúvidas com esse profissional e depois procure um nutricionista.

O nutricionista, por sua vez, vai calcular seu peso ideal, sua taxa metabólica basal e traçar com você um objetivo seguro e palpável para começar a praticar essa dieta.

Com essas informações em mãos, o nutricionista vai lhe ajudar a calcular os pontos que precisará consumir por dia e compartilhar com você uma lista específica de alimentos, com as pontuações de cada grupo alimentar.

Aproveite esse momento também para aprender um pouco sobre cada grupo alimentar e como adicioná-los no seu dia a dia, sem prejudicar a sua nutrição e seu bem-estar, é claro. Passou por todos esses passos? Agora é a hora de colocar a mão na massa. Comece a controlar sua alimentação com a ajuda dos pontos e não prejudique sua rotina saudável só porque acredita estar em dieta: você precisa continuar praticando suas atividades físicas e mantendo hábitos saudáveis para ter resultados corporais satisfatórios e também garantir a manutenção da saúde durante todo esse tempo de prática da dieta dos pontos.

Quem pode fazer a dieta dos pontos?
Como a dieta dos pontos é desenvolvida de acordo com o perfil nutricional e físico de cada pessoa, ela pode ser praticada por qualquer um.

Adultos, idosos, adolescentes, crianças, diabéticos, pessoas com excesso de peso, qualquer um que queira melhorar sua alimentação e aprender como distribuir seus alimentos ao longo da rotina pode praticá-la – desde que, claro, façam acompanhamento médico e nutricional rigorosos.

E aí, pronto para encarar uma mudança na alimentação que pode transformar sua vida?
(Fonte: Slin 360)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...