sexta-feira, 19 de setembro de 2014

PENSAMENTO - O SACO DE BATATAS


Certa vez, um professor pediu para que seus alunos levassem para a aula várias batatas e uma sacola. Pediu, então, para que cada aluno separasse uma batata para cada pessoa pela qual sentisse alguma raiva ou mágoa, não esquecendo que a batata deveria ser proporcional ao sentimento, ou seja, quanto maior a raiva e a mágoa, maior a batata. Em seguida, pediu que os alunos escrevessem o nome dos desafetos nas batatas e as guardassem dentro da sacola. Depois, avisou que, durante uma semana, eles deveriam andar com aquela sacola para onde fossem.

Alguns alunos reclamaram que suas sacolas estavam muito pesadas. Com o passar dos dias, todos os alunos estavam cansados e desanimados. Mal tinham energia para estudar ou brincar. Além do peso que carregavam, as batatas já estavam ficando podres e mal cheirosas. E o fato de terem de prestar atenção na bolsa, para não esquecê-la em algum lugar, tirava-lhes a atenção.

Não conseguiam, assim, prestar atenção em outras coisas mais importantes para eles. O fardo de carregar sacolas cheias de batatas durante uma semana foi demais para eles. O professor, então, lhes ensinou, ao fim da atividade, que pagamos um preço alto demais quando carregamos mágoa e rancor. E que o perdão é a única forma de trazer de volta a paz que se almeja.

REFLEXÃO
Esta é uma grande metáfora do preço que se paga, todos os dias, para manter a dor, a bronca e a negatividade. Quando damos importância aos problemas não resolvidos ou às promessas não cumpridas, nossos pensamentos enchem-se de mágoa, aumentando o stress e roubando a nossa alegria. Perdoar e deixar estes sentimentos irem embora é a única forma de trazer de volta a paz e a calma. Portanto, jogue fora suas "batatas".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...