sexta-feira, 6 de março de 2015

SERGIO CARRANO - NOVO PARADIGMA ALIMENTAR


Para viver, o ser humano precisa se relacionar com a natureza.

A alternância entre as estações do ano, o clima peculiar de cada região do planeta, o vai e vem das ondas, o sol, o vento e a chuva são exemplos de manifestações da natureza.

A pessoa vive, respira e se alimenta ininterruptamente em perfeita harmonia com as funções biológicas da natureza humana.

Na história, houve a época da civilização agrícola onde o respeito à natureza era cultuado, se faziam festas para celebrar a farta colheita e a alimentação era simples, tendo por base o consumo de cereais, legumes e verduras, plantados e colhidos de forma natural. 

Não existiam agrotóxicos, insumos sintetizados em laboratório, e transgênicos. No entanto, com a industrialização, este cenário se modificou radicalmente. Hoje, vivemos uma era mecanizada e tecnológica.

Se na antiguidade o homem se alimentava basicamente de cereais, legumes e verduras, e, eventualmente de carnes, hoje o quadro é diferente.  Atualmente, está se dando prioridade ao consumo de produtos industrializados, carnes, leites e derivados, subjugando-se o consumo de alimentos naturais.

Acontece que a constituição física do homem e suas funções vitais não se modificaram desde as eras primitivas, mas, seus hábitos alimentares estão se modificando por força dessas modernidades contemporâneas, afastando o homem de sua natureza.

Segundo dados do IBGE, nos últimos 30 anos a sociedade brasileira passou a consumir mais produtos prontos (industrializados) e a dedicar-se menos aos exercícios físicos, gerando o sedentarismo.

O resultado é o comprometimento da qualidade de vida, uma vez que as pessoas estão sob influência de sobrepeso e stress.

Sergio Carrano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...